Gemifields bate recorde na queda de produção em Moçambique

ECONOMIA MERCADO

Em 2020, o mercado de pedras preciosas viveu um dos piores anos da história. A fraca demanda e ausência de leilões físicos devido à pandemia contribuíram sobremaneira para que a Gemfields, mineradora britânica, tivesse uma queda de cerca de 78% na sua produção na África Austral.

Na mina de rubis de Montepuez, província de Cabo Delgado, de acordo com os relatórios de produção de 2020, a mineradora sediada em Londres produziu cerca de 1, 2 milhões de quilates, uma diminuição de 45,5% em comparação com a produção de 2019.

Por sua vez a mina de esmeraldas de Kagem, na Zâmbia, voltou a registar um novo recorde negativo no que respeita a produção, tendo caído dos 42 milhões de quilates para cerca de 9, 3 milhões, o que corresponde a uma queda recorde de 76% por ano.

No primeiro trimestre de 2020, para combater a propagação da pandemia no novo coronavírus, muitos países viram-se obrigados a adoptar medidas restritivas e o mercado das pedras preciosas foi um dos mais afectados, visto que os preços caíram notavelmente.

Refira-se que a Gemifilds pondera reiniciar as suas operações em Moçambique no próximo mês de Março.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *