Continuaremos a missão de um Moçambique para todos

POLÍTICA

José Domingos, secretário-geral e presidente interino do MDM, lembra os sonhos de Daviz Simango e destaca que os sonhos de continuar a desenvolver Beira que não foram concretizados, devido a morte que chegou mais cedo.

É que Daviz Simango era, segundo o presidente interino do MDM, um exemplo de integridade na gestão da coisa pública, ”um exemplo que os militantes do partido pretendem seguir. É este o homem que Moçambique perdeu, um dos expoentes da promoção da paz e consolidação da democracia”, destacou José Domingos, a partir do átrio dos CFM na Beira, aquando do velório de Daviz Simango.

“Foi cultor da inclusão, da irmandade e da fraternidade. Era apagado ao trabalho e dedicou sua vida ao bem-estar de todos. Era um líder incansável da alternância política”, acrescentou o secretário-geral do MDM, para quem o edil partiu fisicamente sem ver materializado o seu sonho de erguer 25 mil casas para jovens. “Mas nós continuaremos a missão de um Moçambique para todos”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *