Moçambique precisa de perto de 100 milhões de euros para gerir deslocados em Cabo Delgado

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

De acordo com o Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD), o Governo precisa de 94 milhões de euros, ou seja, de 7 mil milhões de meticais para o plano de gestão dos deslocados dos ataques em Cabo Delgado.

“O valor vai servir para melhorar as condições de alimentação, abrigo e educação, bem como relançar o setor privado e incentivar pequenas atividades para geração de rendimento nas populações deslocadas”, disse Luísa Meque, diretora geral do INGD.

Por outro lado, Meque adiantou que Moçambique têm assegurados cerca de 600 milhões de meticais para a implementação do plano, que integra várias acções estratégicas para assistência das populações afetadas.

De referir que devido à violência armada, que iniciou em 2017, em alguns distritos da Província de Cabo Delgado, a Cidade de Pemba tem sido os refúgios das populações que fogem da fúria dos insurgentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *