Touros firmes na liderança do Moçambola

DESPORTO DESTAQUE

A Associação Black Bulls continua em grande naquela que é a sua primeira aparição no convívio dos grandes do futebol moçambicano. Em desafio da sexta jornada, os Touros golearam o Desportivo de Maputo pelos esclarecedores 3 a 0. No clássico da ronda, o Ferroviário de Maputo agudizou a crise no ninho dos campeões nacionais.

No Complexo Desportivo de Tchumene, a ABB não deu espaços para manobras aos alvinegros, ou seja, dominou do primeiro ao último minuto. Com naturalidade, aos 15 minutos, Victor fez o 1 a 0 para a turma de Hélder Duarte.

Engane-se quem pensava que a desvantagem ser uma motivação extra para os pupilos de Satar Salvado correrem atrás do prejuízo. Volvidos cinco minutos após o primeiro golo, ou seja, aos 20 minutos, Hammed, na marcação de uma grande penalidade, fez o 2 a 0, resultado com que as três equipas saíram para o intervalo.

Na etapa complementar, apesar das mexidas efectuadas pelo treinador alvinegro no seu xadrez, os Touros continuavam na mó de cima e criaram inúmeras oportunidades para dilatar a sua vantagem. Aos 78 minutos o resultado atingiu contornos de goleada quando Fidel, com apenas Victor pela frente, fez o 3 a 0.

Com este triunfo, a Associação Black Bulls segue firma na liderança, somando ao cabo de seis jornadas 16 pontos, por sinal mais um que o Ferroviário da Beira que nesta ronda recebeu e derrotou a Associação Desportiva de Vilankulo pela marca de 3 a 1.

Locomotivas triunfam no clássico e deixam Artur Comboio em maus lençóis

Ferroviário triunfa no clássico e agudiza a crise canarinha

No duelo dos emblemas mais titulados do futebol moçambicano foi o Ferroviário de Maputo que saiu a sorrir, enquanto Artur Comboio continua sem vencer desde que assumiu o comando técnico dos campeões nacionais.

Com um golo madrugador aos dois minutos, Marcel colocou o conjunto de Daude Razack em vantagem, mas no segundo minuto dos três compensados pelo arbitro na primeira parte Telinho restabeleceria a igualdade.

Na segunda parte assistiu-se um jogo equilibrado e as duas formações criaram oportunidades para desfazer a igualdade. Aos 83 minutos, já em superioridade numérica face a expulsão de Nenê, o Ferroviário de Maputo fez o 2 a 1 final. À entrada da grande área, Marcel tirou um adversário do caminho e rematou sem hipótese de defesa para Victor.

Por sua vez, a União Desportiva de Songo não foi além de uma igualdade a um golo com o Textáfrica de Chimoio. Ainda na sexta jornada, o Incomáti recebeu e derrotou o Ferroviário de Nampula por 1 a 0. Pelo mesmo resultado, o Ferroviário de Nacala bateu a Liga Desportiva de Maputo.

O resultado mais desnivelado da ronda registou-se no embate entre o Ferroviário de Lichinga e o Matchedje de Mocuba. Dje marcou três dos quatro golos que deram mote a goleada dos locomotivas de Lichinga.

Volvidas seis jornadas, as formações Ferroviário de Nampula (03), Textáfrica (03) e Matchedje de Mocuba encontram-se na zona de despromoção.

Resultados dos jogos da 5ª jornada

Costa do Sol 1 – 2 Ferroviário de Maputo

Black Bulls 3 – 0 Desportivo de Maputo

Ferroviário de Nacala 1 – 0 Liga Desportiva de Maputo

Textáfrica 1 – 1 UDS

Ferroviário da Beira 3 – 1 AD de Vilankulo

Incomáti de Xinavane 1 – 0 Ferroviário de Nampula

Ferroviário de Lichinga 4 – 0 Matchedje de Mocuba

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *