Acidentes de viação mataram 100 crianças em 2020

SOCIEDADE

Em 2020, segundo dados da Associação Moçambicana para as Vítimas de Insegurança Rodoviária (AMVIRO), os acidentes de viação ceifaram a vida de pelo menos 8.550 pessoas, sendo 100 das quais são crianças. Face a este cenário, as autoridades classificam a situação da segurança rodoviária dos menores como deplorável.

A inobservância das regras de condução e a má travessia de estradas continuam a ser as principais causas de sinistralidade rodoviária envolvendo crianças no trabalho infantil e alunos que vão ou regressam da escola.

De acordo com Alexandre Nhampossa, presidente da Associação Moçambicana para as Vítimas de Insegurança Rodoviária (AMVIRO), a maioria dos acidentes, que culminou em mortes, ocorreu na cidade e províncias de Maputo, Inhambane, Nampula e Sofala.

Para acabar com banho de sangue nas estradas moçambicanas, ou seja, reverter o actual cenário, a AMVIRO tem levado a cabo o programa “Escolas Livres dos Acidentes de Viação”, que visa chamar a atenção da sociedade a reforçar a educação rodoviária, uma vez que as crianças permaneceram longo período em casa por causa da crise da Covid-19.

“O cumprimento das actividades educativas tem sido difícil, devido à escassez de recursos, daí que a maioria das palestras em prol da segurança rodoviária é feita através das plataformas digitais, menos acessíveis para a maioria das pessoas. Apelamos a todos para que falem sobre a segurança rodoviária as crianças, lembrando-as que devem respeitar os sinais de trânsito”, disse

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *