Vale salda dívida bilionária para abandonar a exploração de carvão em Moçambique

DESTAQUE ECONOMIA

A multinacional brasileira Vale, conhecida mundial como a gigante na mineração de ferro, tornou público que liquidou a dívida de 2,5 mil milhões de euros referente a investimentos em Moçambique. A operação em alusão será realizada no 22º dia do mês em curso e será o último passo para a Vale abandonar os seus activos de carvão em Moçambique.

De acordo com um comunicado emitido nesta quarta-feira, 09 de Junho, A empresa brasileira pretende antecipar liquidação junto à banca uma dívida de cerca de 2,5 milhoes de dólares referente aos investimentos em Moçambique para avançar com a venda do negócio de carvão no país.

A Vale anunciou, por outro lado, que as empresas concessionárias do Corredor Logístico de Nacala enviaram aos bancos envolvidos no ‘project finance’ uma nota “irrevogável” para liquidar o valor remanescente a 22 de Junho, por sinal um dos passos que faltava para a Mitsui assumir as operações que pertenciam a Vale.

De referir que o acordo entre a mineradora brasileira e mineradora japonesa foi alcançado em Janeiro do ano corrente, uma vez que a Vale invocou preocupações ambientais para abandonar a exploração de gás natural.

“Com a simplificação da governança e da gestão dos ativos, a Vale dá continuidade ao processo de desinvestimento responsável da sua participação no negócio de carvão, pautado pela preservação da continuidade operacional da mina de Moatize e do Corredor Logístico de Nacala”, disse a Vale.

Importa salientar que o carvão é um dos principais produtos de exportação de Moçambique e a Vale emprega cerca de 8.000 pessoas, perto de 3.000 trabalhadores próprios e os restantes subcontratados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *