Eldevina Materula inaugura exposição em homenagem ao mestre Malangatana

CULTURA DESTAQUE

A Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, inaugurou, na quarta-feira, 09 de Junho, a exposição “Malangatana, Tatana Cultura”, em homenagem ao mestre das artes plásticas de Moçambique.

“Malangatana, Tatana Cultura” é reposição da exposição efectuada há 10 anos, alguns meses após a sua morte, mas com outra aparência e ligeiras alterações.

No conjunto de imagens, as situações retratadas ilustram o carinho, a postura em família e o trabalho dedicado de um grande artista.

Eldevina referiu, na abertura da exposição, que é gratificante testemunhar o bom uso pela Kulungwana da herança deixada pelo mestre Malangatana: pintor, escultor, poeta e músico moçambicano. As prioridades para o desenvolvimento cultural plasmadas na Política Cultural e Estratégia de sua Implementação, incidem sobre os domínios da pesquisa sócio-cultural, preservação e divulgação do património cultural, na criação e interpretação artísticas.

É neste sentido que a inauguração desta exposição é um dos exemplos inequívocos, que concorrem para a implementação da Política Cultural de Moçambique porque, na Galeria Kulungwana, múltiplas actividades socioculturais estão sendo desenvolvidas, contribuindo duma forma assinalável para a consolidação da cultura como um instrumento privilegiado de afirmação e de valorização da identidade nacional, fortalecimento da paz, bem-estar, compreensão e respeito mútuos entre os povos.

A Directora-Executiva da Kulungwana, Henny Matos, afirmou que a homenagem ao pintor-mor é justíssima, já que Malangatana esteve desde sempre presente na vida da Kulungwana. “Envolveu-se profundamente nas actividades que se realizavam, inspirou-nos a alargar a nossa actividade, além do festival internacional de música clássica, com o qual nos iniciamos, a outras áreas artísticas. O seu dinamismo e inspiração continua entre nós, em todas as actividades que realizamos. Malangatana foi um dos fundadores da Kulungwana, padrinho do nome e criador do seu logotipo. Por isso, esta exposição é a melhor forma encontrada para celebrar os 15 anos da associação”.

A mostra também celebra os 85 anos que Malangatana teria completado a 6 de Junho se ainda estivesse vivo.

Figura maior das artes plásticas do país e de África, desde o início da década de 1960, quando realizou a sua primeira exposição individual, os interesses de Malangatana espraiaram-se por muitas outras áreas do saber, já que tinha uma enorme curiosidade e tudo o interessava. Assim, também teve intervenções relevantes na poesia, na música, no teatro e no cinema, participando em eventos que marcaram a vida cultural do país.

No evento, estiveram várias figuras das artes plásticas nacionais e os filhos de Malangatana: Mutxhini Ngwenya e Manguiza Ngwenya.

A exposição “Malangatana, Tatana Cultura” estará aberta ao público na Galeria Kulungwana de 10 de Junho a 02 de Julho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *