Bispo da Diocese de Pemba: Há milhões anunciados que não chegam aos deslocados

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

O Bispo da Diocese de Pemba, António Juliasse Sandramo, denunciou que há ajudas que são anunciadas pelas Organizações Não Governamentais que não chegam aos deslocados originados pelo conflito armado que desde 2017 tem fustigado a província de Cabo Delgado.

Na opinião de Juliasse Sandramo, apoios financeiros que só servem para alimentar as estruturas administrativas.

“Boa parte do que deveria ajudar o outro, fica com ele, isso acontece. Várias ajudas têm como destino os deslocados, mas será que todas as ajudas chegam? ”, questionou António Juliasse Sandramo.

“Há várias outras coisas que são feitas em nome do bem, mas no fim acabamos [por] nos servir a nós mesmos. É o que nós vemos. Salários muito grandes em nome dos pobres e toda a ajuda que chega acaba numa estrutura de profissionais: aquilo que vai chegar realmente aqueles que sofrem é tão pouco”, acrescentou a fonte.

Indo mais longe, António Juliasse Sandramo questiona os anúncios de milhões que são tornados públicos combater a crise humanitária em Cabo Delgado, apontado o dedo, mais uma vez, para os governantes.

“Desses milhões que são anunciados para Cabo Delgado, quanto chega realmente para o povo? Boa parte é para uma estrutura, para grandes carros, grandes salários, grandes alojamentos, grandes seminários, luxuosos”, sendo que “pouco chega para aquelas pessoas verdadeiramente necessitadas”, concluiu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *