Nyusi quer contribuição do sector judiciário no combate ao terrorismo

DESTAQUE POLÍTICA

O Presidente da República quer mais comunicação na justiça moçambicana e, ao mesmo, pretende que o sector contribua no combate ao terrorismo que no presente assola a província de Cabo Delgado. Nyusi fez esses pronunciamentos na (cerimonia) na tomada de posse da Felicidade Machatine como nova conselheira do Tribunal Supremo em substituição de Joaquim Madeira.

“O acesso à justiça é mais do que o acesso físico aos tribunais, por isso desafiamos o judiciário a ser mais aberto, a comunicar mais e, acima de tudo, a fazer-se entender nas suas decisões. É importante ter em conta a sociologia do Direito por forma a melhor entender a forma de ser e de estar das nossas comunidades e quais são os seus verdadeiros anseios quando se refere a justiça”, disse Nyusi para depois invitar ao sector para explorar as reformas do Direito e Justiça

“Recomendamos para que o sector explore o máximo o processo de reformas profundas do Direito e da justiça, em curso, visando adequá-lo aos novos desafios como o terrorismo em Cabo Delgado, os ataques armados no centro e a COVID-19, tendo em conta às exigências sociais e da aldeia global na qual estamos inseridos”, frisou Nyusi.

A nova conselheira do Tribunal Supremo, por sua vez, comprometeu-se a trabalhar com empenho e dedicação com vista a contribuir para a boa administração da justiça.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *