União Europeia acorda missão militar para ajudar Moçambique no combate ao terrorismo

DESTAQUE POLÍTICA

Depois dos Estados membros da Comunidade do Desenvolvimento da África Austral terem aprovado um valor a rondar 12 milhões de dólares para a Forçada do Estado em Alerta que vai reforçar as Forças de Defesa e Segurança (FDS) no teatro das operações, no último de Junho, os embaixadores da União Europeia (UE) deram luz verde à criação de uma missão militar para ajudar a treinar as FDS.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos 27 Estados membros da União Europeia vão, no próximo dia 12 de Julho corrente, através de uma assinatura formalizar a missão de auxiliar Moçambique na luta contra o terrorismo na província de Cabo Delgado.

No presente, Portugal é único país europeu que está a dar formação militar Forças de Defesa e Segurança (FDS). De acordo com o que se tem veiculado na imprensa do velho continente França, Itália, e Espanha vão nos próximos formal o seu apoio, enviando pessoal para a missão.

De referir que, segundo registos da ACLED, a violência armada na província de Cabo Delgado já provocou mais de 732 mil deslocados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *