Aquila pretende ser o viveiro da democracia

DESTAQUE SOCIEDADE

Com vista a potenciar e tornar o sistema de ensino superior de qualidade, a Universidade Aquila (UNAQ) procedeu, na última semana a assinatura de um memorando de entendimento com o Instituto Superior de Ciências e Saúde (ISCISA) para a partilha de experiências no capítulo das ciências as humanas. A universidade Aquila introduziu, no presente ano a Escola de Ciências Humanas que leciona os cursos de enfermagem, farmácia entre outros.

O reitor da universidade Aquila,Teodor Wate entende que o memorando entre as partes constitui uma oportunidade a tirar bons proveitos, tendo em conta a longa experiência que o ISCISA carrega no contexto da formação dos enfermeiros, médicos, administradores hospitalares e outras áreas de saúde.

“O ISCISA é herdeiro de uma longa e valorosa história de formação de saúde. É o percursor de fornecimento de quadros, técnicos superiores de várias áreas ligadas a saúde” referiu Wate para quem as universidades são os centros de universalização do conhecimento factor fundamental para o desenvolvimento como papel relevante na afirmação dos povos.

Teodoro Wate sustentou que o memorando visa também o intercambio do corpo docente uma vez que é o objectivo daquela instituição de ensino superior tornar-se um viveiro da democracia.

” A expectativa desse memorando é grande e esperamos que o ISCISA nos proporcione muito conhecimento e para a Aquila ainda somos nós e por via disso, creio que não há muito de nós” sublinhou.

Entretanto, o director do ISCISA, Alexandre Manguele defende que a instituição continua aberta para transmissão da experiência de que dispõe. “O memorando é o início de uma parceria que esperamos que seja eterna”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *