Amade Miquidade: “As acções que estamos a realizar confinaram os elementos da chamada Junta Militar”

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

Parece que a tranquilidade regressou nas principais estradas da zona centro, uma vez que já não se registam ataques da Junta Militar da Renamo. O Ministro do Interior, Amade Miquidade declarou que Mário Nhongo e. os seus homens estão confinados e em defesa passiva.

Na visita de trabalho que  efectoou recentemente a Cidade da Beira, província de Sofala, Miquidade garantiu que os integrantes da Junta Militar da Rennamo continuam a juntar-se ao processo de Desmilitarização, Desmobilização e Reintegração (DDR).

“Eu palmilhei, nos últimos dias, a estrada nacional número um aqui, em Sofala, assim como as zonas que, outrora, foram atacadas várias vezes pela dita Junta Militar da Renamo, tendo tido a oportunidade de dialogar com várias unidades especiais ali estacionadas. Constatei, com muita felicidade, que a vida já retornou à normalidade, havendo circulação de pessoas e bens. É uma prova de que as acções que estamos a realizar confinaram os elementos da chamada Junta Militar, estando, pois, numa defensiva passiva. Este sucesso conta com a colaboração da população”.

“Estamos a ter bons resultados. É o que nós queremos. Juntar todos os moçambicanos no sentido de convivermos sem armas na mão. Eles devem juntar-se ao DDR e juntos construirmos uma paz sólida”.

De referir que Mariano Nhongo tem recusado os convites da Renamo e do Governo para aderir ao processo de Desmilitarização, Desmobilização e Reintegração, encontrando-se no presente em parte incerta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *