País regista maior recorde de sempre de infecções em um dia

DESTAQUE SAÚDE SOCIEDADE
Mais onze pessoas morreram e 1.458 testaram positivo para o Coronavírus, ultrapassando o último recorde de infecções diárias registado em Janeiro deste ano, segundo informações divulgadas hoje pelas autoridades de saúde.

Dos óbitos notificados, sete são homens e quatro mulheres, sendo 10 moçambicanos e um estrangeiro, com idades entre 45 e 76 anos.

O referido comunicado avança, ainda, que as mortes ocorreram no dia 05 do mês em curso, com excepção de duas, que foram declaradas hoje. Com estes dados, sobe para 923 o número de óbitos causados pela COVID-19.

Em relação aoa novos infectados, o Ministério da Saúde (MISAU) reporta que 1.443 são nacionais e 15 de nacionalidade ainda por identificar, sendo 759 do sexo femininoo e 669 do sexo masculino, todos de transmissão local.

A cidade de Maputo continua a registar o maior número de pessoas infectadas. Com 502 casos, a capital do país ultrapassou as províncias de Maputo e Tete, que tiveram 393 e 262, respectivamente.

Com estes números, o país passa a ter um novo total de 82.346 casos positivos registados do novo Coronavírus, das quais 81.977 são de transmissão local e 369 importados.

O MISAU anunciou, igualmente, que mais 53 infectados estão internados e 30 tiveram alta hospitalar. Assim, Moçambique tem um cumulativo de 4.062 internados, dos quais 251 estão, até agora, sob cuidados médicos.

Para além de novos internamentos, as autoridades da Saúde registaram mais 237 pacientes nacionais recuperados da doença, aumentando para 72.404 o cumulativo de indivíduos livres da pandemia. Fonte: MISAU