Nacala Logistics destaca medidas para a preservação do meio ambiente

SOCIEDADE

Com uma agenda muito focada no meio ambiente, a Nacala Logistics tem vindo a implementar
ao longo dos anos inúmeras medidas de preservação da natureza, envolvendo os seus
colaboradores e as comunidades ao longo do corredor de Nacala. O principal objectivo é
atender aos anseios económicos da região e do país, com uma profunda preocupação para as
questões de desenvolvimento sustentável.
Wellington Soares, PCA da Nacala Logistics, explica que o objectivo da empresa passa por
“mitigar os impactos à natureza”, num processo que envolve colaboradores e comunidades.
“Um dos nossos principais valores é o respeito pelo meio ambiente e pelas
comunidades. Isso é difundido de forma a que os nossos trabalhadores possam ter a
consciência de que é muito importante também para nos ajudar a levar esta mensagem
para fora dos muros da empresa”, explica aquele responsável, referindo ainda o objectivo de
“incutir nos colaboradores o sentido da preservação e responsabilidade ambiental”.
Em simultâneo, a Nacala Logistics tem vários programas de sensibilização para as
comunidades onde opera. Wellington Soares dá alguns exemplos: “Nas questões dos recifes
artificiais toda a comunidade pesqueira foi envolvida e foram discutidos os benefícios
disso para a sociedade; no caso do plantio de mudas nós envolvemos a sociedade no
conceito de estarmos plantando para que isso seja preservado e a sociedade tem
retribuído de forma positiva, reconhecendo essas acções”. “Ficamos muito felizes com
isso, eu particularmente estou muito satisfeito com todo o envolvimento que tenho
acompanhado ao longo do corredor, não só em Nacala mas em todo o corredor como
Nampula, Cuamba e em todas as comunidades onde nós actuamos”, sustenta o PCA da
Nacala Logistics.


Entre outras medidas, a empresa faz o reaproveitamento de águas pluviais no Porto de Nacala-
a-Velha, utilizando quase 99% da água captada da chuva através de um sistema de
decantação; recorre à utilização de polímetros para evitar poeiras; e faz o plantio de mudas ao
longo das áreas das suas operações de forma a promover a manutenção do nosso
ecossistema.
Wellington Soares destaca, ainda, o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na baía de
Nacala. “Criamos recifes artificiais para que eles sejam criadores de peixe e para que
possam promover a sustentabilidade. Os nossos desafios estão sempre voltados para a
preservação do meio ambiente”.

Enquanto operadora de transportes ferroviário que atravessa dois países (Moçambique e
Malawi), a Nacala Logistics mantém “o mais alto grau de responsabilidade e preservação
ambiental e para nós esse é o principal desafio”, afirma o mesmo responsável, considerando
que essa é uma trajectória que a empresa não pode mudar, quer em relação aos seus
trabalhadores, quer em relacção à sociedade e comunidades. O principal desafio é manter e
elevar esses níveis da agenda ambiental. Até porque, para Wellington Soares, “não existe
sustentabilidade ambiental sem inserção da comunidade, então todas as empresas
devem pensar nessa linha. O mundo daqui para frente é um mundo orientado para a
sustentabilidade”.