Moçambique compra um milhão de vacinas fabricadas na China

DESTAQUE SAÚDE SOCIEDADE

Para dar seguimento ao seu plano de imunização, o Governo, através do Ministério da Saúde, recebeu, nesta terça – feira, 27 de Julho, um milhão de doses de vacinas. Trata-se da vacina denomina Verocell, fabricada pela empresa chinesa Sinopharm.

Na sua última Comunicação a Nação no Contexto da Situação de Calamidade Pública, no âmbito da Pandemia do Coronavírus, o Presidente da República avançou, que até a finais de Agosto do ano em curso, Moçambique vai adquirir cerca de 11 milhões de vacinas.

O lote recebido na terça – feira, 27 de Julho, por sinal o maior que o país já recebeu desde que iniciou a campanha de vacinação, faz parte das doses que o Governo pretende receber até o final do oitavo mês de 2021 em curso.

Segundo a vice-ministra da Saúde, Lídia Cardoso, desde Março Moçambique já recebeu um total de 1.704.400 doses de vacinas fruto das doações de países, como a Índia, China, Portugal, França e Estados Unidos da América.

“Nos próximos dias, daremos o início à vacinação de um maior número de pessoas, facto que vai acelerar a imunização de mais moçambicanos em curto espaço de tempo. As mesmas vão permitir ao Ministério da Saúde dar continuidade ao processo de imunização da nossa população”.

Se por um lado, a vice – ministra tornou público que nos próximos dias o Executivo vai receber doses de vacinas com vista a expandir a vacinação a outros grupos prioritários, constantes das fases III e IV.

Por outro, olhando para o cenário do presente em que o país tem registado números assustadores no que respeita a novas infecções e número de óbitos, garantiu “esta vacina vai reduzir o risco de desenvolver doença grave, internamento e óbitos e, por conseguinte, diminuir a pressão sobre o Sistema Nacional de Saúde e contribuir para a retoma da normalidade social”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *