Depois de Mocímboa da Praia: força conjunta invade principal base terrorista em Marere, posto administrativo de Mbau

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

A força conjunta Moçambique – Ruanda invadiu na manhã desta quarta-feira, 18 de Agosto, uma das principais bases dos insurgentes, que se acredita que seja Siri (segredo), na localidade de Marere, posto administrativo de Mbau, a sul do distrito de Mocímboa da Praia para onde grande parte fugiu após a tomada daquela cidade portuária. Durante a operação foram abatidos dezenas de insurgentes e foram apreendidas mais de 170 armas de fogo. 

Ao que o Evidências apurou os militares moçambicanos e ruandeses lançaram a ofensiva sobre a base de Marere logo pela manhã, por volta das seis horas, por céu e por terra. Quando ouviram o roncar dos motores dos helicópteros, os terroristas, que evitam ao máximo permanecer em locais visíveis durante o dia, esconderam-se num túnel subterrâneo de mais de um quilómetro de distância.

No entanto, seis insurgentes foram abatidos quando ainda tentavam fugir em direcção ao túnel. Já no interior do esconderijo subterrâneo as forças conjuntas abateram dezenas de terroristas e recuperaram 175 armas de fogo, incluindo munições.

Neste momento, as forças conjuntas estão a fazer a limpeza e clarificação nas aldeias circunvizinhas, enquanto, marcham em direcção à localidade de Mbau sede, posto administrativo com mesmo nome para o assalto final a um dos pontos que até pouco tempo era tido como um dos mais nevrálgico.