Tribunal Supremo confirma destruição de tendas da BO, mas assegura que julgamento retoma amanhã (Áudio)

DESTAQUE POLÍTICA

 

Na sequência do vendaval registado no fim do dia de ontem, parte das tendas anexas ao local onde está a decorrer o julgamento do caso das dívidas ocultas ficaram ligeiramente danificadas. A tenda principal não registou grande dano, decorrendo, neste momento, trabalhos de reparação, segundo garantiu ao Jornal Evidências, o porta-voz do Tribunal Supremo, Pedro Nhatitima.

Num breve contacto com o Evidências, Pedro Nhatitima assegurou que tudo está sendo feito para que o julgamento do maior escândalo financeiro que levou o país a uma profunda crise económica retome amanhã.

“Confirmo que na sequência dos ventos fortes que ontem ao fim do dia assolaram a cidade e província de Maputo, duas tendas anexas ao local onde está a decorrer a audiência de discussão e julgamento, foram ligeiramente afectadas. Neste momento estão a decorrer trabalhos no sentido de serem reparados os danos que foram causados. Asseguramos que amanhã, pelas 10 horas, a sessão retomará o seu decurso normal”, esclareceu Nhatitima.

Refira-se que o Tribunal Supremo poderá publicar hoje o novo calendário actualizado com novas datas para audição dos réus e declarantes. Em princípio, o tribunal havia calendarizado ouvir 10 réus na primeira semana, contudo até o momento apenas dois foram ouvidos.

Na ordem inicial, Armando Ndambi Guebuza era o terceiro da lista dos réus, mas há possibilidade de Bruno Langa ser ouvido antes, tendo em conta a sua precedência na cronologia dos factos que tem sido arrolados nas audições.