Se não fosse Victor Guambe os Mambas teriam sido goleados

DESPORTO DESTAQUE

Depois do súbito empate frente a toda poderosa Costa do Marfim, na primeira jornada do grupo D de qualificação para o Campeonato do Mundo Qatar-2022, os Mambas voltaram a entrar em cena nesta terça – feira, 07 de Setembro, tendo defrontado o Malawi. Entretanto, mesmo o Dia da Vitória não salvou a turma de Horácio Gonçalves da audácia dos malawianos.

Tal como aconteceu contra os “elefantes”, Moçambique voltou a fazer um jogo insipido. Apesar da entrada de Nenê para o lugar de Candinho, o meio – campo dos Mambas não teve criatividade para criar jogadas dignas de realce.

O golo que decidiu a partida foi marcado à passagem minuto 10. O experiente Zainadine Júnior fez um passe atrasado em direcção a baliza, na tentativa de desviar a bola das suas redes, Ernan acertou no poste e a bola ficou a disposição de Mbulu que limitou-se a encostar para o um a zero com que as três equipas saíram para o intervalo.

No reatamento da partida, Horácio Goncalves fez algumas mexidas no seu xadrez. Victor Guambe entrou no lugar do lesionado Ernan. Mesmo em desvantagem, os Mambas não tiveram um único remate enquadrado com a baliza.

Por sua vez, o malawianos continuavam na mó de cima e criavam calafrios no baliza de Victor que, por três vezes, foi chamado a intervir para evitar que o combinado nacional saísse humilhado do Orlando Stadium.

Ao Cabo de três jornadas, Moçambique ocupa a última posição do grupo D que é liderado pela Costa do Marfim com quatro. As selecções dos Camarões e da Namíbia partilham a segunda posição com três pontos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *