Rússia vai apoiar Moçambique na área da pesca e aquacultura

DESTAQUE POLÍTICA

O Governo da Rússia está disponível para apoiar Moçambique nos domínios da aquacultura, pesca marítima, indústria naval, investigação científica, combate à pesca ilegal, não reportada e não regulamentada, bem como no desenvolvimento das capacidades tanto do sector público como do privado.

A garantia foi dada pelo Chefe da Agência Federal da Pesca da Rússia, Ilya Shestakov, num encontro que manteve com a Ministra do Mar, Águas Interiores e Pescas, Augusta Maíta, que lidera a delegação moçambicana ao IV Fórum Internacional da Indústria Pesqueira, a decorrer na cidade russa de São Petersburgo.

Ilua Shestakov mostrou também abertura das autoridades russas para que as exportações do pescado nacional tenham mercado naquele país europeu. Segundo ele, não há restrições para a exportação do pescado, senão o cumprimento dos procedimentos sanitários, assunto este a ser tratado com mais profundidade entre as áreas técnicas de ambos os países ligadas à componente da sanidade animal.

No referido encontro, em que também esteve o Embaixador de Moçambique na Rússia, Mateus Katupha, a ministra Augusta Maíta apresentou à contraparte as áreas de interesse para a cooperação, especificamente aquacultura, pesca marítima, indústria naval e desenvolvimento de capacidades tanto no sector público como no privado, tendo, relativamente à aquacultura, destacado que deverá estar virada para a vertente comercial.

A propósito desta reunião, a governante moçambicana disse ter sido produtiva, havendo, doravante, necessidade de se dar o devido seguimento para a materialização das várias iniciativas e áreas que a Rússia se mostrou disponível a apoiar ou a cooperar.

O encontro foi à margem do Fórum Internacional da Indústria Pesqueira, que decorre em São Petersburgo, cuja sessão de abertura teve lugar na manhã desta quinta-feira. No fórum serão abordados temas como o impacto da pandemia da Covid-19 e os novos desafios para a indústria das pescas, eficiência económica, estabilidade social, regulamentação da pesca, concorrência e principais tendências no desenvolvimento sócio-económico e político da indústria da pesca e aquacultura.

Esta sexta-feira, último dia da sua estada em terras russas, a delegação moçambicana participará numa feira de pescado, onde serão expostos produtos, equipamentos e serviços da pesca, esperando-se uma conexão de negócios a nível mundial.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *