HEINEKEN Moçambique adere a vacinação contra a Covid-19

SAÚDE SOCIEDADE

Enquanto a comunidade científica trabalha da busca da cura para Covid-19, as medidas de prevenção continuam a ser a chave para quebra da cadeia de transmissão, combinada com a vacinação da população, por forma a garantir a retoma da economia plena, embora o acesso global a vacina esteja ainda limitado.

No país, as autoridades sanitárias lançaram a campanha de vacinação em fases graduais, que priorizaram a classe médica e outros funcionários da linha frente, estando agora em fase massiva.

Para acelerar o processo de vacinação, respondendo o apelo dos agentes económicos, o Governo activou a iniciativa COVAX, que visa proporcionar a aquisição de imunizantes para a Covid-19 destinadas a colaboradores e familiares de empresas que aderiram ao processo.

A HEINEKEN Moçambique, no âmbito da sua responsabilidade social, abraçou ao mecanismo de aceleração da vacinação da população moçambicana, através da aquisição de vacinas para os seus colaboradores e familiares, assim como, para uma doação ao Ministério da Saúde, no âmbito do programa nacional de vacinação.  No acto da recepção das vacinas, o Ministro da Saúde, Armindo Tiago, enalteceu o esforço conjunto do Governo e sector privado, que contribuirão para a victória sobre a pandemia.

A HEINEKEN Moçambique submeteu os seus colaboradores e familiares ao processo de vacinação, num processo voluntário que já imunizou mais de 92% dos seus colaboradores.

O resultado alcançado por esta multinacional do sector cervejeiro, é encorajador rumo a imunização de grupo e demostra o interesse dos seus funcionários no sentido de garantirem a sua Saúde e Segurança, assim como, dos seus familiares.

“Reconhecemos a importância da vacinação e o direito individual dos nossos colegas na componente de decisão sobre a imunização contra a Covid-19, pelo que, quando lançamos a campanha interna de sensibilização sobre os benefícios da vacinação, tínhamos em atenção a questão da possível não adesão massiva, mas felizmente a sensibilização interna elaborada com o suporte e dedicação da equipe médica da SMM, assim como, comunicações continuas e a própria consciência colectiva dos nossos colaboradores sobre o impacto negativo desta pandemia, permitiu o alcance de uma excelente adesão ao processo, com uma taxa superior aos 92%. Esta taxa de adesão orgulha-nos, pois, demonstra o nosso compromisso conjunto para vencer o coronavírus e contribuir para a imunização de grupo”. Esperamos o mesmo resultado com a doação de vacinas para o programa nacional de vacinação, disse Roelof Segers Director Geral da HEINEKEN Moçambique.

“Aproveitamos a oportunidade para agradecer a SMM, pelo apoio que tem prestado neste período da pandemia, a cada um dos colaboradores da HEINEKEN Moçambique desde a divulgação de mensagens de prevenção, tratamento, isolamento e mais recentemente, no processo de vacinação.” Disse Roelof Segers.

Por seu turno, Eduardo Munhequete, Director Geral da SMM, visivelmente emocionado, destacou o contributo da HEINEKEN na evolução da organização que dirige, tendo frisado que o simbolismo da homenagem, enaltece o papel dos médicos no combate a pandemia. “Desde que iniciamos a nossa relação com a HEINEKEN, a nossa instituição cresceu o que testemunha o emponderamento do conteúdo local, que contribui favoravemente para nossa economia.”

Também médico, Eduardo Munhequete, incentivou a todos os cidadãos com oportunidade, que adiram a vacinação, como único mecanismo de defesa, até que a cura seja descoberta pela comunidade científica

Recordar que a HEINEKEN Moçambique esteve sempre comprometida no combate a Covid-19, no país, através de doações de vários materiais de proteção ao Ministério da Saúde, assim como, ao Centro de Protecção da Covid-19 de Marracuene.

Neste processo de vacinação, a empresa adquiriu a vacina Verocel disponibilizada no âmbito da iniciativa COVAX que comporta duas doses e prevê concluir a vacinação interna no mês de Setembro corrente.

No país, 762.370 indivíduos estão completamente imunizados e 1.643.520 já administraram a primeira dose, aguardando pela segunda dose. (Karingana)