AT apreende mais cinco viaturas contrabandeadas e com matricula falsa

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

A Autoridade Tributaria de Moçambique (AT) aprendeu, na quarta-feira, 15 de Setembro, cinco viaturas luxuosas contrabandeadas e com matricula falsa num parque de vendas de viaturas na Cidade de Maputo. Esta é a segunda acção da AT no segundo trimestre do ano em curso com vista a apreender viaturas que foram importadas de forma fraudulenta.

Na primeira quinzena de Julho, a Autoridade Tributaria de Moçambique levou a cabo a “Operação Legalidade” tendo no horizonte a apreensão de viaturas de carros que chegaram ao país de forma fraudulenta. Num intervalo de três dias, a AT apreendeu cerca de 144 viaturas em situação ilegal.

Tal como escreveu o Evidências na edição 23, só com a importação ilegal dos carros em alusão cerca de 27 milhões de meticais foram desviados das contas do Estado em impostos e demais imposições aduaneiras.

Volvidos dois meses após a Operação Legalidade, a Autoridade Tributaria voltou a entrar em acção e apreendeu cinco viaturas luxuosas de alta cilindrada num parque de venda de viaturas na Cidade de Maputo.

O referido parque, segundo a AT, não tinha licença para importar e comercializar viaturas no mercado nacional o que, de certa forma, levanta possibilidade de alguns stands de viatura estarem a operar de forma ilegal na capital moçambicana e um pouco por todo país.

Com a importação ilegal das cinco viaturas recentemente apreendidas, o Estado perderia cerca de 12 milhões de meticais.

De lembrar que, em Agosto, um membro sênior da Autoridade Tributaria de Moçambique garantiu ao Evidências que a instituição responsável pela cobrança de impostos em Moçambique aguardava apenas por mandatos para invadir garagem e apreender viaturas que “fintaram” o fisco.

“Estas viaturas apreendidas foram abordadas no âmbito da fiscalização rodoviária, mais medidas estão a ser levadas a cabo no sentido de encetar diligências junto dos órgãos de justiça para que se possam exarar mandatos para buscas em domicílios de indivíduos que se suspeita que tenham viaturas ilegais nas suas garagens”, disse a fonte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *