Gilberto Mendes não ficou surpreendido com a interdição do ENZ

DESPORTO DESTAQUE

Um dia depois de ter sido tornado público a decisão da interdição do Estádio Nacional do Zimpeto, o Governo, através da Secretaria do Estado de Desporto, veio ao público assumir que é o principal responsável pelo facto da maior infraestrutura desportiva erguida no país após a independência não reunir requisitos para receber jogos internacionais. Nesta quinta-feira, 16 de Setembro, Carlos Gilberto Mendes, na tentativa de tranquilizar os desportistas moçambicanos, disse que a decisão da CAF não constituiu nenhuma surpresa para o Governo e para a Federação Moçambicana de Futebol.

A notícia da interdição do Estádio Nacional do Zimpeto criou uma onda de indignação no seio dos desportistas moçambicanos que ainda não havia digerido as péssimas performances da renovada selecção de Horácio Gonçalves nos duelos com a Costa do Marfim e Malawi.

Na qualidade do representante do “empregado do povo”, Gilberto Mendes chamou a imprensa para assumir que a interdição do ENZ já estava nos planos, uma vez que o mesmo precisava de obras de reabilitação.

“Íamos encerrar o estádio, depois dos jogos de Maio, dos Mambas. Mas a CAF alterou o calendário competitivo, para Agosto. Decidimos por isso que, prontos, iríamos realizar o jogo contra Costa do Marfim e encerraríamos o estádio para obras, aproveitando a chegada do verão que é sabido contribuir para a saúde da relva”, disse Mendes para depois acrescentar que “a decisão da CAF era expectável, uma vez que o devido ao calendário competitivo dos Mambas, não havia espaço para intervenções”

Numa autêntica corrida contra o tempo, o Secretario do Estado do Desporto declarou que é foco do actual Governo ter a maior infraestrutura desportiva do país em condições para ser palco dos jogos internacionais o mais breve possível.

“Já era previsível. Há qualquer momento íamos fechar o Estádio Nacional do Zimpeto para troca da relva. É foco da Secretaria do Estado de Desporto, do Fundo de Promoção Desportiva e dos Gestores do estádio terem o estádio em condições”.

Ainda naquela conferência de imprensa em que o representante do Governo preocupou-se em responder os criticaram publicamente a incompetência dos gestores daquela majestosa infraestrutura desportiva, Gilberto adiantou que as obras de colocação de relva, colocação de torniquetes e o melhoramento dos balneários vão arrancar ainda no presente mês de Setembro e terão a duração de quatro meses.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *