Quênia como ponte para as Samurais chegarem aos “quartos”

DESPORTO DESTAQUE

A selecção nacional de basquetebol sênior feminino averbou duas derrotas em igual número de partidas na primeira fase do Campeonato Africano da modalidade da bola ao cesto que está a ser disputado na capital camaronesa, Yaoundé. Apesar de terem terminado na terceira e última posição do B, as Samurais vão medir forças com o Quênia, em o jogo qualificativo para os quartas-de-final do certame.

Na primeira jornada, Moçambique fez uma exibição de gala frente a toda poderosa Nigéria. Mesmo sem nenhuma rodagem, a menina de Nazir Salé dar réplica as nigerianas que tiveram mais de dois meses de preparação com vista a lutar pelo título.

Depois da Nigéria, quis o sorteio o sorteio que o combinado nacional medisse forças com a sua congênere de Angola. Naquele que foi o primeiro duelo lusófono do presente Afrobasket, Moçambique não teve argumentos suficientes para contrariar o favoritismo das angolanas.

Depois 25 a 14 no primeiro período, liderada com Italee Lucas, a selecção de Walter Costa fez uma série de mexidas no seu xadrez e as Samurais conseguiram marcar os mesmos 14 pontos das angolanas, tendo saído para o intervalo a perder por 39 a 28.

No reatamento, ou seja, no terceiro período, a selecção de Angola voltou a não dar espaços para manobras ao conjunto de Nazir Salé. Nesta etapa os dois conjuntos não estiveram com a pontaria afinada. 14 a 11 a maior para angolanas foi resultado e as duas equipas foram para o derradeiro período com o resultado de 53 a 39.

Enganou-se quem adivinhava que Moçambique seria traído pela falta de rodagem nos últimos dez minutos.  Depois de ter empatado o segundo período, as Samurais venceram o último quarto, por 22-17, mas esses cinco pontos de vantagem foram insuficientes para terminar a partida na liderança do marcador (61 a 79).

Apesar de ter terminado o grupo B na última posição, a selecção nacional de basquetebol sênior feminino ainda tem uma oportunidade para chegar aos quartos – de – final, uma vez que em caso de triunfo na partida que terá como rival a sua congênere do Quênia vai integrar o lote das oito melhores selecções da prova.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *