Lutero Simango oficializa candidatura à presidência do MDM

DESTAQUE POLÍTICA

Agora é oficial! Lutero Simango, chefe da Bancada Parlamentar do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), é candidato a liderança do segundo maior partido da oposição em Moçambique. Simango oficializou, na quarta-feira, 29 de Setembro, na Cidade de Maputo, a sua candidatura para a sucessão de Daviz Simango.

Com a oficialização da candidatura de Simango, por sinal membro fundador e presidente do Partido de Convenção Nacional (PCN), subiu para três o número de candidatos a liderança do Movimento Democrático de Moçambique, uma vez que Silvério Ronguane e José Domingos foram os primeiros a formalizar as candidaturas.

Para o Congresso Nacional, evento no qual será o eleito o novo presidente do partido, que será realizado entre 03 e 05 de Dezembro de 2021 corrente, Lutero Simango leva como cavalo de batalha a união e a coesão no seio do partido.

“A nossa candidatura defende muito a união e a coesão interna. Para que o nosso partido possa avançar para os próximos cinco anos tem de manter a união”, Lutero Simango, durante o lançamento da sua candidatura em Maputo.

No seio do MDM há uma corrente que contesta a candidatura de Simango. Em resposta aos críticos, declarou que a sua candidatura centra-se na discussão de ideias, ao contrário do que acontece no presente, ou seja, discute-se mais pessoas que ideias.

“Dentro da nossa organização temos que aceitar o debate político. Vamos discutir ideias e não falar de pessoas. A nossa candidatura não fala de pessoas, falamos de ideias. É por essa razão que a nossa candidatura defende muito a união, coesão interna e estabilidade político-partidária”, rematou.

De referir que o período de apresentação de candidaturas termina esta quinta-feira, 30 de Setembro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *