Moçambique “vende” Mphanda Nkuwa a investidores e credores internacionais

DESTAQUE ECONOMIA

O Ministério dos Recursos Minerais e Energia (MIREME), através do Gabinete de Implementação do Projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa (GMNK), procedeu na última quarta-feira, com lançamento da Sondagem no Mercado Internacional de potenciais investidores estratégicos e financeiros, para o desenvolvimento do Projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa (MKN) e infraestruturas associadas de transporte de energia.

Denominado “Potential Investors Market Sounding” ou Sondagem de Mercado aos Potenciais Investidores, o evento que decorreu em conferência virtual serviu para testar o mercado internacional e foi realizado através de duas sessões plenárias.

Segundo escreve o comunicado do GMNK, a conferência contou com 155 participantes de 35 empresas de renome internacional na área de geração e transporte de energia eléctrica, provenientes de vários países de todos os continentes, assim como 12 bancos comerciais e agências financeiras bilaterais e multilaterais.

“A conferência foi um exercício importante para garantir que o processo de selecção do parceiro estratégico e financeiro seja atractivo, competitivo e participativo, face a dimensão do investimento requerido, que está na ordem dos 5 mil milhões de dólares americanos e a complexidade da transacção legal e financeira associada”, lê-se no comunicado.

O Gabinete de Implementação do Projecto avança ainda que o momento serviu por outro lado, para apresentar o projecto aos investidores interessados, partilhar informações do processo de concurso, da estrutura contratual e mostrar a importância estratégica do mesmo, no mercado doméstico e regional, assim como os requisitos mínimos de elegibilidade. Importa salientar a participação do Southern Africa Power Pool, entidade regional de energia da região da SADC.

Na conferência foram apresentadas informações e aspectos críticos da transação legal e financeira, nomeadamente o Quadro regulatório e Institucional de Moçambique, os aspectos relacionados com o investimento como a alocação do risco do projecto, caracterização técnica da infraestrutura, estratégia ambiental, manifestações de interesse dos parceiros, os cronogramas indicativos, como também a recolha de comentários dos investidores estratégicos e financeiros sobre as principais constatações dos termos das transacções.

A etapa seguinte consistirá no lançamento do concurso para a selecção do parceiro estratégico, prevista para Dezembro do corrente ano. A selecção do investidor será feita em 2022, com base em critérios de capacidade técnica, robustez financeira e experiência internacional no desenvolvimento de projectos hidroeléctricos.

Informações descritivas do projecto indicam que Mphanda Nkuwa é uma barragem a fio de água, que estará localizado a 61 km a jusante de Cahora Bassa, no Rio Zambeze, na Província de Tete. Terá uma capacidade instalada de produção de energia não inferior a 1.300 Megawatts, dos quais 760 Megawatts serão de capacidade firme. A configuração e especificação da linha de transporte de energia, para a evacuação da energia de Mphanda Nkuwa, será determinada pela actualização do estudo de transporte, na base de menor custo da infraestrutura. A linha de transporte de energia de Tete a Maputo, terá cerca de 1.300 quilómetros de distância.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *