Total presta apoio às comunidades afectadas pelo terrorismo em Cabo Delgado

SOCIEDADE

A TotalEnergies entregou duas clínicas móveis para prestação de serviços de saúde aos residentes de Cabo Delgado afectados pelo conflito. As clínicas prestarão inicialmente cuidados de saúde a população deslocada de Cabo Delgado, bem como as comunidades anfitriãs nesses distritos. As clínicas estão concebidas para prestar assistência de saúde primária bem como a educação sobre o saneamento, as boas práticas de saúde e a prevenção de doenças transmissíveis (incluindo a Covid-19).

O Director-Geral da TotalEnergies em Moçambique, Maxime Rabilloud, foi quem entregou formalmente as clínicas móveis de saúde à Sua Excelência o Ministro da Saúde, Armindo Tiago. Na ocasião, Rabilloud  afirmou que apoiar as comunidades afectadas pelo conflito é uma prioridade para o Projecto.

Por sua vez, o Ministro da Saúde, Armindo Tiago, disse: “faltam-nos palavras para exteriorizar o nosso sentimento, por tão nobre gesto da TotalEnergies, que respondeu assim à exortação de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente de Moçambique, cuja governação tem, desde a primeira hora, sido marcada pela incessante busca de soluções para os desafios quotidianos do nosso país e da nossa população. ”

“É sem dúvidas um grande ganho para o país, para o sector da saúde, para a província e para as populações que destas clínicas móveis vão-se beneficiar. Com estas clínicas móveis vamos minimizar o decréscimo dos indicadores de saúde que vinham se agravando, muito em particular, na província de Cabo Delgado, como resultado da instabilidade causada pelos ataques terroristas, ” acrescentou.

A TotalEnergies e seus parceiros no Projecto Mozambique LNG, desde os ataques no Distrito de Palma no final de Março, forneceram 200 toneladas de ajuda alimentar à Palma, bem como para os deslocados internos nos distritos do sul de Cabo Delgado.

A equipa médica do Projecto baseada em Afungi prestou,  logo após os ataques, a assistência de emergência a mais de 300 membros da comunidade e militares.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *