Nyusi prometeu e cumpriu: Jaime Neto exonerado do cargo de ministro da Defesa

DESTAQUE POLÍTICA

Num intervalo de 48 horas, o Presidente da República decidiu operar mudanças nos ministérios do Interior e da Defesa, tendo exonerado Amade Miquidade e Jaime Neto. Com estas mexidas, Nyusi quer conferir excelência nas fileiras dos dois ministérios.

Na cerimônia de graduação do XII Curso de Formação de Quadro Permanente e do III Curso Complementar da Formação de Sargentos do Quadro Permanente, que teve lugar na Escola de Sargentos das Forças Armadas General do Exército Alberto Joaquim Chipande, em Boane, província de Maputo, Filipe Nyusi manifestou o desejo de ver excelência nas fileiras das FDS e prometeu uma profunda restruturação.

“Queremos que as forças armadas continuem a ser de excelência para a defesa da pátria e dos interesses nacionais, consolidando-se cada vez mais como a força da unidade nacional. Para o efeito, cabe a vocês garantirem a execução com sucesso da política da defesa nacional. A estes jovens que estão perfilados à nossa frente, além dos que já estão nas outras missões fazem parte de um leque muito grande de quadros que estão à vossa disposição para ajudar a operacionalização das orientações que estamos a transmitir. Dentro de dias, voltarei a elaborar mais sobre esta matéria no âmbito da reestruturação das forças de defesa e segurança”, disse o Chefe do Estado

Horas depois de prometer mudanças nas Forças de Defesa e Segurança, Nyusi honrou com a sua palavra e destituiu Jaime Bessa Augusto Neto do cargo de ministro da Defesa. A informação foi tornada pública através de um comunicado de imprensa da Presidência da República. Aliás, Neto foi o grande ausente da cerimónia de encerramento do curso de formação de Sargentos que decorreu em Boane.

Se por um lado, Amade Miquidade foi exonerado numa altura em que a Polícia da República de Moçambique tem se mostrado incapaz de combater o crime organizado com destaque para os raptos.

Por outro Jaime Neto, foi afastado numa altura em que as Forças de Defesa e Segurança, com o apoio das forças ruandesas e Missão Militar da África Austral em Moçambique, tem somado triunfos na luta contra os grupos armados que desde 2017 semeiam luto e terror na província de Cabo Delgado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *