Agentes da PRM e da SERNIC expulsos por envolvimento em vários crimes

DESTAQUE SOCIEDADE

O Serviço Nacional de Investigação Criminal(SERNIC) instruiu processos disciplinares que culminaram com a aplicação da sansão de expulsão contra agentes da Polícia de República de Moçambique (PRM) e da SERNIC afectos às Direcções da Cidade e Província de Maputo, junto as Brigadas de Rapto e Criminalidade Organizada, que se envolviam na pràtica de vários crimes.

Os arguidos em prisão preventiva desde Abril de 2021, foram acusados e notificados pelo Ministério Público pela prática de vários crimes, dentre eles roubo agravado, tráfico de drogas e outras actividades ilícitas, sequestro, associação criminosa, porte ilegal de armas proibidas, entrada abusiva em casa alheia, abuso de cargo ou função, abandono de sinistrado, branqueamento de capitais, falsificação de documentos, e uso de documentos falsos.

Os referidos agentes pela sua condição de operativos, usando de informação privilegiada, em proveito próprio, violaram os princípios e deveres profissionais, bem como o compromisso e juramento de bem servir a pátria e o Estado moçambicano, lê-se no comunicado emitido pelo Ministério Público nesta quarta-feira (16 de Fevereiro).

O caso foi despoletado na sequência de um acidente de viação, no Município da Cidade da Matola, no bairro de Khongolote, envolvendo uma viatura de marca Land Cruiser , conduzido por uma cidadã nacional, em razão de uma perseguição protagonizada pelos agentes em causa, que pretendiam apoderar-se de bens, drogas e valores monetários na posse da cidadã que se dedicava ao tráfico e venda de drogas, tendo a raptado, agredido fisicamente e ameaçado com recurso a armas de fogo do tipo Makarov e AKM.  (Neila Sitoe)

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *