AMOPAO  teme escassez de pão no país

DESTAQUE SOCIEDADE

A Associação Moçambicana de Panificadores (AMOPAO) teme que o conflito-armado entre a Rússia e Ucrânia, por sinal os dois maiores produtores de trigo, crie escassez desta matéria – prima imprescindível na produção do pão e, por outro lado, a consequentemente escassez de um dos produtos mais consumidos pelas famílias moçambicanas.

O presidente da AMOPAO, Victor Miguel, disse que apesar da guerra não estar a impactar a produção de pão no país, a subida nos preços do pão nas cidade de Maputo e Matola têm a ver com os cortes de descontos para os revendedores, tudo porque os custos de produção se agravaram.“Os panificadores retiraram os descontos aos revendedores, porque os custos de produção subiram”, revelou.

Desde os finais do ano passado as mogareiras vêm aumentando o preço do trigo. Com consequência o preço do pão de 200 gramas, que antes custava 8,00 meticais, hoje custa cerca de 12,00 meticais. (Neila Sitoe)

Leave a Reply

Your email address will not be published.