Inundações matam e destroem na província de Gaza

DESTAQUE SOCIEDADE

Sete pessoas perderam a vida e mais de mil foram afectadas pelas cheias causadas pelas intensas chuvas que se fazem sentir na província de Gaza nos últimos dias. Esta informação foi avançada esta terça-feira pela governadora da província de Gaza, Margarida Mapandzene, onde referiu que a província está em alerta máximo devido à passagem do ciclone Freddy na vizinha província de Inhambane.

As cheias foram causadas pelo aumento do caudal do rio Limpopo, que para além dos bairros já afectados coloca em risco alguns pontos dos distritos de Chókwe, Guijá e Chibuto.

“Até hoje de manhã (dia 21 de Fevereiro), já tínhamos muitas áreas alagadas, com o transbordo do rio Limpopo, onde temos as estações hidrométricas de Combomune, Chókwe e Sikakate acima do nível de alerta. Daí que temos alguns bairros, com destaque para o 1º bairro B de Chokwé, que tivemos que evacuar as populações”, disse Margarida Mapandzene.

Segundo Mapandzene houve grandes perdas de culturas agrícolas com destaque para o milho que já estava na fase de maturação quase que pronto para a colheita.

“Queremos apelar às populações, os pais e encarregados de educação, a cuidarem das suas crianças, porque até hoje já estamos a somar sete óbitos por arrastamento das águas que estão a entrar, mas o relato que temos é que são crianças que saíram de casa para tomar banho nas águas correntes, tendo sido arrastadas e tidos como óbitos”.

A governante lamenta a morte de crianças arrastadas pelas águas, e avançou que no momento já foram identificados os locais que servirão de centros acolhimento das populações caso a situação piore.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *