Site icon

TSVD torna-se parceiro tecnológico de Moçambique na implementação do radar meteorológico “Doppler” na Beira

Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) inaugurou oficialmente, na quarta-feira, 19 de Abril, na Cidade da Beira, província de Sofala, o radar meteorológico “Doppler” que permitirá o acompanhamento, em tempo real, de fenómenos meteorológicos extremos. A instalação daquele importante instrumento teve apoio da TVS que posicionou-se com parceiro tecnológico de Moçambique com instalação de um equipamento utilizado para localizar e estimar o nível, tipo e intensidade de precipitação – chuva, neve ou granizo –, tal como calcular seu deslocamento.

Se por um lado, a instalação do radar meteorológico em Moçambique é fundamental para a prevenção de ciclones e fenómenos meteorológicos severos. Por outro, o equipamento usado na implementação do “Doppler, permitirá a previsão do comportamento, em tempo real, da evolução de ciclones e tempestades tropicais com antecedência permitindo que as populações sejam avisadas e os organismos responsáveis consigam desenvolver estratégias de prevenção no sentido de minimizar os impactos.

Em representação da TVSD, empresa que se comprometeu a fazer a manutenção do radar nos próximos cinco anos, Sérgio da Costa referiu que Moçambique “tem a engenharia e conhecimentos necessários para assegurar o sucesso desta iniciativa, desde a arquitectura, engenharia civil e engenharias complementares”.

Prosseguindo, da Costa tornou público que a empresa que conta com a Vaisala, companhia tecnologia de equipamentos meteorológicos, providenciou formação e capacitação técnica a vinte trabalhadores do Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) para operarem com o radar e extrair e interpretar a informação obtida pelo mesmo, tendo igualmente apontado que o radar será fundamental para garantir a sua segurança e minimizar danos.

“A entrada em funcionamento do radar meteorológico da Beira marca um ponto de viragem na forma como Moçambique encara um dos principais desafios do mundo actual: as alterações climáticas. E, nesse sentido, olhando de frente para as principais necessidades do País, e especificamente para as comunidades da zona Centro, a existência deste tipo de equipamento é fundamental para garantir a sua segurança e minimizar danos e, fundamentalmente, perdas humanas que são sempre de lamentar. Acreditamos que projectos como este têm uma importância crucial para a segurança de toda a população ao longo da costa de Moçambique, de norte a sul”,

De referir que instalação deste radar em Moçambique – o único operacional em todo o território nacional – reveste-se e maior importância tendo em conta que o país é afectado constantemente por ciclones e intempéries meteorológicas severas devido à sua posição geográfica, pelo que o equipamento permitirá a previsão e o comportamento destas situações para que a população seja avisada antecipadamente e os organismos responsáveis consigam organizar-se no sentido de minimizar os impactos como os verificados   pelo ciclone Idai.

Exit mobile version