Agentes da UIR e GOE detém membros da Renamo em Nampula

DESTAQUE SOCIEDADE

A Renamo continua a marchar em protesto contra os resultados das VI Eleições Autárquicas validados pelo Conselho Constitucional. Na marcha que teve lugar na quarta-feira, 06 de Dezembro, os membros da perdiz neutralizaram dois agentes da PRM que estavam à paisana e seguidamente levados para a sede do partido para o interrogatório. Na sequência deste episódio, agentes da UIR e GOE invadiram a sede da Renamo e detiveram vários membros.

Durante o interrogatório, um dos dois indivíduos neutralizados reconheceu que é agente da Polícia da República de Moçambique e que vinha acompanhado desde o início as marchas da Renamo com o propósito de dar informações aos seus superiores sobre a trajetória e os discursos proferidos ao longo da mesma.

“É uma pessoa que está a trabalhar a mando dos Serviços de Informação e Segurança do Estado (SISE), da Polícia e da Frelimo. São pessoas infiltradas pela Frelimo para manchar a imagem da Renamo”, acusou o porta – voz da Renamo na província de Nampula, Nelson Carvalho citado pelo CIP.

Enquanto comunicavam a ocorrência da direcção máxima do partido, segundo aquela organização da sociedade civil, a sede da Renamo em Nampula foi invadida por elementos da Unidade de Intervenção Rápida (UIR) e Grupo de Operações Especiais (GOE) que para além de resgatar o membro da corporação detiveram dezenas de membro do maior partido da oposição naquele ponto do país.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *