Desinformação sobre origem da cólera provoca morte de cinco pessoas

DESTAQUE SOCIEDADE

Segundo dados revelados pelo Comandante – geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Bernardino Rafael, cinco pessoas foram mortas e outras 26 foram feridos em todo território nacional em consequência dos distúrbios relacionados com desinformação sobre a cólera.

Bernardino Rafael tornou público esta informação durante um encontro com a população da vila de Chiúre, em Cabo Delgado, por sinal província com maior número líderes comunitários assassinados na sequência de desinformação sobre a origem.

“A população do distrito de Chiúre, Montepuez, Ancuabe, Namuno, na província de Cabo Delgado, a população dos distrito de Moma, Nacala Malema, Memba, Eráti e Mecubúri, na província de Nampula, Guruè, na província da Zambézia para parar de atacar a liderança comunitária, alegadamente, porque eles é que propagam a cólera”, disse Rafael citado pela Rádio Moçambique

Prosseguindo, o Comandante – geral da PRM instou a force local, sobejamente conhecida por Namparas, para colaborarem que os agentes da lei e ordem para travar ataques contra os líderes comunitários na província de Cabo Delgado.

“Os namaparmas devem colaborar com a Polícia da República de Moçambique, com as autoridades e não atacar, porque quando eles atacam, não estão ao serviço da comunidade e daquilo que nós queremos, para garantir a segurança da população“, declarou

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *