Rafael pede desculpas pelas mortes provocadas pelos seus agentes durante as VI Eleições Autárquicas

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

Volvidos mais de meses após a votação, o Comandante – geral da Polícia da República de Moçambique pediu desculpas pelas mortes causadas pelos seus agentes.

O processo de votação que teve lugar no dia 11 de Outubro e 10 de Dezembro, respectivamente, foi, mais uma vez, marcado pelo excesso de zelo na actuação dos agentes da lei e ordem, tendo resultado em morte de seis pessoas.

Durante um comício orientado na vila de Chiúre, província de Cabo Delgado, o Comandante – Geral da Polícia da República de Moçambique pediu desculpas pelas mortes causadas pelos agentes da lei e ordem.

Bernardino Rafael referiu na ocasião que as mortes não foram premeditadas ao contrário do que fizeram transparecer os órgãos de comunicação social.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *