Tempestade “Filipo” destruiu 510 casas e afectou 2.780 pessoas

DESTAQUE SOCIEDADE

De acordo com o balanço preliminar tornado público pelo Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco (INGD) a tempestade tropical Severa “Filipo” afectou 2.780 pessoas e destruiu 510 casas, sendo que as escolas e unidades sanitárias não escaparam da fúria da mãe natureza, visto que foram destruídas 14 e 06, respectivamente.

O Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco aponta que até as 18 horas da terça – feira, 12 de Março, o distrito de Vilankulo foi o mais afectado pelas chuvas fortes e ventos fortes, tendo atingido 1.450 pessoas e 1000 em Morrumbene.

A instituição chefiada por Luísa Meque refere que ainda não há registo de mortos, mas revelou que sete pessoas contraíram ferimentos entre graves e ligeiros, tendo ainda acrescentado que 12 casas ficaram totalmente destruídas.

Por sua vez, o Centro Nacional Operativo de Emergência (CENOE) apelou para a conservação de alimentos, material escolar e documentos em locais seguros, verificação e procura de abrigo seguro junto das autoridades, reforço da segurança dos tetos e janelas das casas com material resistente.

O CENOE, por outro lado, apelou aos cidadãos para que se mantenham atentos às informações das autoridades competentes, que retirem pequenas embarcações da água para locais seguros, prestem atenção aos idosos, crianças e pessoas com deficiência.

Refira-se que, para prestar apoio as famílias que viram suas casas destruídas ou inundadas, o Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco (INGD) abriu três, centros de acomodação, duas em Vilankulo e uma em Morrumbene, que contam actualmente com 43 pessoas, ou seja, 14 famílias.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *