Site icon

Médicos dizem que aumento de doenças cardiovasculares sobrecarrega o Sistema Nacional de Saúde

Dados do Ministério da Saúde apontam que, nos últimos anos, aumentou o número de moçambicanos que sofrem de doenças cardiovasculares. Para a Ordem dos Médicos de Moçambique, esta situação sobrecarrega o Sistema Nacional de Saúde (SNS).

De acordo com o Bastonário da Ordem dos Médicos de Moçambique, Gilberto Manhiça, para além das doenças cardiovasculares, as tidas como não transmissíveis também condicionam sobremaneira o SNS.

Manhiça, que falava à margem da celebração dos dias dos Médicos de Moçambique, defende que o país deve adoptar uma nova abordagem para lhe lidar com esse tipo de doenças, advertindo que a transferência de pacientes com doenças cardiovasculares para o estrangeiro não é a solução.

Por sua vez, o presidente da Associação Médica de Moçambique, Milton Tatia, revelou que a classe enfrenta muitos desafios, mas mesmo assim, mantém-se firme na sua missão de salvar vidas.

Exit mobile version