Isenção do IVA no açúcar, óleo e açúcar: Nyusi defende que eliminar obrigações prejudica economia

DESTAQUE ECONOMIA POLÍTICA

Na sua intervenção, durante a abertura da Conferência Anual do Sector Privado, Agostinho Vuma defendeu que o Executivo deve reintroduzir a isenção do IVA para o sector produtivo das industrias de açúcar, óleo alimentar e sabão para a incorporação de matérias – primas locais no processo da produção destes produtos. No entanto, a exigência do sector privado foi indeferida pelo Chefe de Estado, Filipe Nyusi, tendo justificado que que eliminar obrigações prejudica a economia.

Com a reintrodução do Imposto Sobre o Valor Acrescentado (IVA), açúcar, óleo alimentar e sabão passaram a ser mais caros para o bolso do cidadão. Para minimizar o sofrimento dos moçambicanos e, sobretudo, reduzir o custo de vida, a Confederação das Associações Econômicas (CTA) pediu ao Executivo e reintrodução da isenção do IVA.

Aliás, a CTA defende a renovação da isenção para estimular o uso de matéria – prima local e reduzir as importações em cerca de 300 milhões de dólares. Entretanto, no contra – ataque, o Chefe de Estado referir que quer eliminar obrigações prejudica a economia.

“Os lucros e as receitas não se fazem em detrimento de eliminação de algumas exigências, senão a economia não se faz. Em 2022, anunciamos medidas de aceleração económica que serão alvo de avaliação”, defende Filipe Nyusi.

Se por um lado, Nyusi disse que o dossiê do atraso no pagamento de fornecedores do Estado é sensível e, por isso, exige debates e reflexões. Por outro, destacou que a conjuntura global, caracterizada actualmente taxas de juros altas, dificulta o financiamento aos países em desenvolvimento.

“Estas taxas estão muito acima do objectivo fixado em 2%, o que constitui um factor de atratividade de fluxo de capitais que procuram maximizar diferenciais de rendibilidade em detrimento de financiamento de economias emergentes”, referiu.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *