Profissionais de saúde exigem afastamento de Muchanve nas negociações com o Governo  

Os profissionais de saúde encabeçados pela A Associação dos Profissionais de Saúde Unidos e Solidários de Moçambique (APSUSM) decidiu suspender a greve para dar lugar as novas negociações com o Executivo. No entanto, os membros da agremiação entendem que foram manipulados pelo presidente do Conselho de direcção da APSUSM, Anselmo Muchave, daí que exigem a […]

Continue Reading

Profissionais de saúde que aderiram à greve sofreram descontos nos ordenados

Os profissionais de saúde encabeçados pela A Associação dos Profissionais de Saúde Unidos e Solidários de Moçambique (APSUSM) decidiu suspender a greve para dar lugar as novas negociações com o Executivo. Contudo, para além de cortes salariais, acusam alguns dirigentes de algumas unidades sanitárias do país de intimidar os membros que estiveram envolvidos na greve. […]

Continue Reading

APSUSM ameaça retomar greve em caso de insucesso nas negociações com Governo

A Associação dos Profissionais de Saúde Unidos e Solidários de Moçambique (APSUSM) decidiram suspender a greve até 05 de Novembro do ano em curso para dar lugar a uma nova ronda de negociações com o Governo. No entanto, o presidente da APSUSM, Anselmo Muchave, alertou que em caso de não serem observados os acordos das […]

Continue Reading

Última Hora: Profissionais de Saúde anunciam greve de 25 dias a partir de 01 de Junho

A Associação dos Profissionais de Saúde e Solidários de Moçambique (APSUSM) tornou público, nesta terça-feira, 23 de Maio, que vai paralisar as actividades em todo território durante 25 dias a partir do dia 01 de Junho. No caderno das reivindicações dos profissionais de saúde destacam-se as irregularidades detectadas na implementação da Tabela Salarial Única e […]

Continue Reading

Parte dos trabalhadores da Montepuez Ruby Mining entra em greve

Uma nota da empresa mineira Montepuez Ruby Mining Limited (MRM) emitida no dia 27 de Março corrente, deu a saber que um grupo de trabalhadores da empresa decidiu não comparecer aos seus postos de trabalho, e impediu que outros funcionários realizassem as suas actividades em reivindicação a aumentos salariais e melhores condições de trabalho. “A […]

Continue Reading

Contra suposta má gestão do município de Nacala-Porto, trabalhadores entram em greve

Por uma suposta má gestão protagonizada pela edilidade de Raul Novinte, os trabalhadores e funcionários do Conselho Autárquico de Nacala-Porto, na província de Nampula, norte de Moçambique, estão em greve desde manhã desta terça-feira, como forma de exigir aos gestores a resolução dos seus problemas. Só que, no meio desta manifestação, os grevistas, que igualmente […]

Continue Reading

Funcionários do Município de Maputo entram em greve exigindo o pagamento da TSU

Os funcionários dos serviços municipais da Cidade de Maputo realizaram uma manifestação na tarde de hoje, dia 22 de Dezembro, diante do edifício do Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM), em reivindicação ao não pagamento de salários devidamente enquadrados na nova TSU. Depois da reunião convocada às pressas, o representante dos grevistas, Feliciano Lipanga, […]

Continue Reading

ÚLTIMA HORA: Médicos vão mesmo entrar em greve a partir de dia 5 de Dezembro

A Associação Médica de Moçambique (AMM) acaba de confirmar (hoje 02 de Dezembro) que vai mesmo avançar para uma greve de 21 dias prorrogáveis a partir das 7:00 horas do dia 05 de dezembro, em todo território nacional, na sequência da falta de entendimento nas negociações com o Governo. Do seu caderno reivindicativo, os médicos […]

Continue Reading

Médicos adiam início da greve para 05 de Dezembro

No dia 26 de Outubro do ano em curso, em protesto contra as irregularidades detectadas na Tabela Salarial Única, os médicos, encabeçados pela Associação Médica de Moçambique, decidiram paralisar as actividades durante 21 dias, ou seja, entre o dia 07 e 28 do próximo mês de Novembro. Entretanto, no domingo, 06 de Novembro, A Associação […]

Continue Reading

Funcionários do MEF paralisam actividades em protesto contra as incongruências da TSU

Depois dos médicos e professores, os funcionários do Ministério da Economia e Finanças ao nível da província da Zambézia paralisaram, nesta quarta-feira, 02 de Novembro, as actividades em protesto contra as incongruências detectadas na Tabela Salarial Única.  Os queixosos observam que com a implementação da TSU os seus salários e subsídios foram cortados. De acordo […]

Continue Reading