Mais de 4 mil pessoas deixam de percorrer longas distâncias

SOCIEDADE

Pouco mais de quatro mil pessoas de diversos povoados do distrito da Moamba, na província de Maputo, passam, desde a passada sexta-feira, a terem acesso a água de qualidade, com a entrega de 11 furos e dois sistemas multiusos de água, um acto dirigido pelo governador deste ponto do país, Júlio Parruque.

Trata-se de um conjunto de infra-estruturas sociais financiadas pelo Programa Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento Rural (PRONASAR), num montante de 7.500.000,00 meticais.

Os 11 furos e os dois sistemas de abastecimento de água vão beneficiar a cerca de 4.500 pessoas, entre homens e mulheres, nos Postos Administrativos de Ressano Garcia, Sábiè e Pessene, todos naquele distrito.

O acto simbólico de entrega dos furos teve lugar na comunidade de Matxitxi, Localidade de Vundiça, Posto Administrativo de Pessene e na ocasião, Júlio Parruque reiterou o compromisso do seu executivo de promover a construção de mais infra-estruturas de abastecimento de água, por forma a garantir o acesso universal do precioso líquido na Província de Maputo, até 2030.

Assegurou que no presente quinquénio, serão construídos 396 furos e 14 sistemas multiusos de abastecimento de água, na expectativa de incrementar em cerca de 10 por cento a taxa de cobertura deste líquido, passando dos actuais 56 por cento para 66 por cento.

O chefe do Executivo Provincial de Maputo apelou à população local para conservar as infra-estruturas construídas para que perdurem no tempo, bem como para que pague a tarifa de consumo para ajudar na sua manutenção.

Igualmente, desencorajou actos de vandalismo, lembrando que uma acção neste sentido prejudicaria as próprias comunidades, colocando-as numa situação de carência.

Na ocasião, saudou o facto de aquelas comunidades pelo facto de compreenderem que as realizações acontecem de forma paulatina e terem tido a paciência de esperar por esta realização, que veio minorar o sofrimento, sobretudo de mulheres e crianças que eram obrigados a percorrer longas distâncias para terem acesso a água potável.  

“Água é vida e vocês conseguiram aguardar por esses furos de forma serena. Estão de parabéns por saberem que o desenvolvimento acontece de forma paulatina. Hoje tem água potável e amanhã traremos para aqui outros serviços sociais básicos para melhorar a vossa vida”, sublinhou.

Refira-se que os furos multiusos irão funcionar a base de energia solar, garantindo não só o abastecimento de água potável às famílias circunvizinhas, como também água para o abeberamento do gado bovino, numa altura em que a Província de Maputo continua a ser assolada por seca e estiagem.