Site icon

Tribunal ordena recontagem de votos no Distrito Municipal KaMavota

Na sequência do curso interposto pela Renamo que denunciou que houve ilícitos eleitorais durante a contagem para favorecer a Frelimo, Tribunal do Distrito Municipal KaMavota ordenou, na quarta-feira, 18 de Outubro, a recontagem em 185 mesas daquele distrito municipal da Cidade de Maputo.

Perante os argumentos apresentados pelo maior partido da oposição em Moçambique o Tribunal do Distrito Municipal KaMavota concluiu que houve irregularidades no processamento de votos nas VI Eleições Autárquicas que tiveram lugar no dia 11 do corrente mês de Outubro.

Por entender que houve viciação dos resultados, àquele Tribunal julgou procedente o recurso da Renamo e ordenou a recontagem de votos em 185 mesas e votação.

A título de exemplo, na mesa 0102329-03 a Renamo granjeou a simpatia dos eleitores, tendo conseguido 249 votos contra 190 da Frelimo, porém nos resultados pela Comissão Distrital de Eleições os números foram manipulados, ou seja, a Frelimo teve 290 votos e a Renamo 149.

De referir que quando foi chamada a apresentar as actas e editais originais do apuramento intermédio da jurisdição a Comissão Distrital de Eleições de KaMavota limitou-se a apresentar cópias.

Exit mobile version