Site icon

O candidato presidencial da Renamo é legitimado pelo Conselho Nacional – avisa Elias Dhlakama

Elias Dhlakama, irmão do saudoso líder da Renamo, Afonso Dhlakama, juntou-se as vozes que contestam a candidatura de Ossufo Momade para as próximas eleições gerais. Dhlakama avisa que, ao invés de José Manteigas, é o Conselho Nacional que tem a competência de legitimar o candidato presidencial.

Contra todas as expectativas e numa altura em que Ossufo está a passos largos de terminar o mandato na liderança da Renamo, José Manteigas veio ao terreno anunciar que o mesmo seria candidato nas próximas eleições gerais, criando um alvoroço no seio do partido.

Se para Venâncio Mondlane e Manuel de Araújo a nomeação de Momade viola os estatutos da perdiz, Elias Dhlakama reitera que candidato presidencial da Renamo é legitimado pelo Conselho Nacional.

“Só o Manteigas é que pode dizer de onde veio essa decisão. Mas o facto é que o candidato presidencial da Renamo é legitimado pelo Conselho Nacional. O que deve acontecer é a Comissão Política Nacional reunir, fazer propostas e apresenta-las ao Conselho Nacional. Eh da competência do Conselho Nacional tomar esta decisão”, declarou Dhlakama numa entrevista concedida ao Canal de Moçambique.

Nos resultados anunciados pela Comissão Nacional de Eleições a Renamo perdeu em todas autarquias, mas nos resultados validados pelo Conselho Constitucional recuperou quatro municípios. No entender de Elias Dhlakama houve acordo para a Renamo ganhar naquelas autarquias, daí que exige explicações ao líder do partido.

“Queremos, inicialmente que o Conselho Nacional faca balanço das eleições autárquicas porque houve muitas situações nessas eleições. Primeiros arrancaram-nos todos municípios e, depois, houve acordo para nos doar quatro municípios… o presidente precisa nos explicar”, declarou.

Exit mobile version