Guebuza diz que mulher tem e sempre teve papel transformador e revolucionário

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

Numa  breve nota, publicada na sua conta oficial do Facebook, no âmbito das celebrações do dia 07 de Abril, que hoje se assinala, o antigo estadista, Armando Guebuza destaca o papel transformador, o percurso revolucionário e as conquistas da mulher moçambicana, a quem encoraja a continuar a lutar, sobretudo num contexto como este em que o país enfrenta momentos difíceis.

Para Guebuza, “a mulher moçambicana tem (sempre teve), um papel transformador, e revolucionário, nos nossos processos de construção e reconstrução nacional. A sua posição de vanguarda, nas nossas famílias e no nosso Estado, não lha foi dada por ninguém. Ela conquistou-a com muita luta e exemplo”.

Na nota, o antigo presidente da República acrescenta que hoje, tal como ontem, a mulher “continua a inspirar-nos, principalmente perante os desafios mais difíceis”.

Diferentemente dos anos anteriores, a celebração deste ano acontece num momento atípico, com movimentos sociais feministas a defender maior reflexão sobres as vítimas de insurgência em Cabo Delgado. Um desafio somado aos efeitos da Covid-19, que restringe maior concentração de pessoas, obrigando as mulheres a celebrar confinadas em suas casas.

O Dia da Mulher Moçambicana é um feriado oficial celebrado a cada 7 de Abril, aniversário da morte de Josina Machel, esposa de Samora Machel, primeiro presidente de Moçambique. Josina, que se juntou à Luta Armada de Libertação Nacional ainda jovem, é uma heroína nacional e símbolo da revolução feminina no nosso país.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *