Plataforma flutuante que será o primeiro projecto a produzir gás natural na bacia de Rovuma chega em Dezembro

DESTAQUE ECONOMIA POLÍTICA

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, tornou público, nesta quarta-feira, 21 de Abril, que a plataforma flutuante, que vai ser o primeiro projecto a produzir gás natural na Bacia do Rovuma, estará em território moçambicano em Dezembro do ano em curso.

A última previsão do Executivo apontava que a plataforma chegaria ao país no primeiro trimestre de 2022. “Recebemos com agrado a informação do operador de que o barco [plataforma integrada de exploração e processamento] chegará a Moçambique em Dezembro deste ano”, disse Nyusi

Discursando durante a sessão da abertura de um evento ligado à indústria extrativa, apesar do actual cenário de incertezas que se vive no país, o Chefe do Estado mostrou perspectivas promissoras. “A plataforma poderá alcançar a meta de começar a produzir em 2022, com uma capacidade de 3,4 milhões de toneladas de gás natural liquefeito por ano (mtpa)”.

Em Março, Max Tonela, Ministro dos Recursos Minerais e Energias, avançou que a construção da plataforma em estaleiros coreanos de Busan estava a 90% e que os trabalhos deveriam ficar concluídos em Dezembro do corrente ano, para chegar a águas moçambicanas no primeiro trimestre do próximo ano.

Importa referir que a plataforma faz parte do consórcio da Área 4 liderado pela Exxon Mobil e Eni a partir a das reservas de gás Coral Sul.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *