Governo pretende consolidar gestão de documentos e arquivos para transformar o Sector Público

DESTAQUE POLÍTICA

Na abertura da XXVI Conferência Regional do Conselho Internacional de Arquivos para a região Austral e Oriental de África (ESARBICA), o Primeiro – Ministro, Carlos Agostinho do Rosário destacou reformas e acções que o Estado tem levado a cabo para consolidar o Sistema Nacional de Arquivos do Estado no âmbito da Gestão de Documentos e Arquivos do Estado.

 “Com este compromisso político, os nossos países pretendem garantir a preservação da memória das suas instituições, assim como permitir maior e melhor acesso a informação para os gestores e o público, em geral, com a melhoria da organização dos arquivos”, disse Carlos Agostinho de Rosário

O Primeiro – Ministro acredita a melhoria da organização dos arquivos concorre para que a nível da administração pública, os documentos e informações estejam mais acessíveis, facilitando deste modo a tomada de decisões e prestação de serviços públicos em tempo útil.

“É assim que, a nossa expectativa é que este evento sirva de plataforma privilegiada d

e troca de experiência, partilha de informação, assim como de formação e capacitação dos vários profissionais da área de gestão documental e de outras áreas afins da Administração Pública dos nossos países”.

De acordo com o governante, Moçambique, tem vindo a aprimorar as normas de gestão de documentos e arquivos, assim como a capacitar e formar recursos humanos com vista a assegurar a melhoria da qualidade de serviços prestados ao cidadão. “As acções que temos vindo a implementar, enquadram-se no âmbito da nossa Estratégia para a Gestão de Documentos e Arquivos do Estado”.

Nos últimos anos, o Estado moçambicano tem investido, cada vez mais, na digitalização da informação e arquivos do Estado, com vista a minimizar o uso de espaços físicos, prevenir o desgaste e destruição precoce de documentos físicos, bem como garantir maior rapidez e eficiência no acesso e troca de informação.

Carlos Agostinho de Rosário tornou público que   para consolidar o Sistema Nacional de Arquivos do Estado, o Governo vai continuar a implementar reformas e acções tais como: “Adequar a legislação de forma a assegurar a gestão electrónica de documentos e arquivos de Estado; Assegurar que mais instituições efectivem a migração da gestão de documentos e arquivos físicos para arquivos digitais; e Promover mais investimento em infraestruturas, recursos materiais e humanos à altura de satisfazer as necessidades e os desafios impostos pela digitalização

Refira-que que ao implementar estas e outras acções o Executivo almeja consolidar a organização, modernização e profissionalização dos Sistemas de Documentação, Registo e Arquivo do Estado na nossa Administração Pública.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *