Contrabando lesa o Estado em 61.4 mil milhões – Observa presidente da AT

ECONOMIA

A corrupção nos vários pontos de entrada e saída do país tem propiciado o crescimento do contrabando em Moçambique. Este fenómeno, de acordo com a presidente da Autoridade Tributária, Amélia Muendane, lesa o Estado em mais de 61 mil milhões de Meticais, por sinal cerca de 12.6% do valor do Produto Interno Bruto (PIB).

A presidente da Autoridade Tributária admite que há conivência de alguns funcionários da instituição no contrabando, por isso promete mão dura contra os envolvidos, tendo adiantado que aquela instituição responsável pela colecta de impostos em Moçambique pretende eliminar a figura do despachante aduaneiro como intermediário nos processos de desembaraço aduaneiro e apostar na sensibilização das populações que vivem na linha das fronteiras, visto que elas tornam as fronteiras sensíveis.

Por outro lado, à margem da visita Comissão de Plano e Orçamento da Assembleia da República à Autoridade Tributária, Amélia Muendane avançou que, apesar dos desafios, há ganhos por salientar e perspectiva mudanças. (Neila Sitoe)

Leave a Reply

Your email address will not be published.