Bernardino Rafael aperta o cerco à corrupção nas estradas moçambicanas nas estradas moçambicanas

DESTAQUE SOCIEDADE

O modus operandi da polícia de transito nas estradas moçambicanas tem inquietado sobremaneira os automobilistas. Com vista a acabar com os esquemas de corrupção envolvendo aquela unidade da Polícia da República de Moçambique (PRM), O comandante – geral da corporação, Bernardino Rafael, tornou público que será destacado um grupo de inspectores para apertar o cerco a corrupção nas estradas moçambicanas

“Vamos destacar equipas de inspetores para policiar todos os agentes que cometem estas irregularidades. Os infratores serão afastados e responsabilizados criminalmente”, disse Rafael para posteriormente que serão levadas acções para que o trabalho de fiscalização rodoviária seja exclusivamente entidade especializada, ou seja, a polícia de transito, uma vez que “são muitas entidades a exercerem o mesmo papel e em locais diferentes”.

Por outro lado, o Comandante – geral da Polícia da República de Moçambique apelou os agentes de transito para deixarem de perturba os automobilistas. “Não roubem tempo e não retardem a marcha. Facilitem a vida das pessoas, simplificando o trabalho de fiscalização”, declarou.

Leave a Reply

Your email address will not be published.