Site icon

Greve dos médicos: “Estamos perto do fim”

O director do Hospital Central de Maputo, Mouzinho Saíde considera se estar mais perto do fim das preocupações que até aqui justificam a greve dos médicos.
Sem avançar parâmetros concretos do real ponto de situação das negociações, o responsável pelo maior Hospital da Capital do País realçou ao Evidência que o grande problema tem que ver com os subsídios.
“Continuamos a discutir com os próprios médicos e com as finanças para minimizar a situação no mais curto espaço de tempo possível. Nisto, podemos considerar que estamos perto do fim das preocupações”, disse Mouzinho Saíde hoje à nossa equipa de reportagem.
De referir que a Associação Médica de Moçambique anunciou no dia 23 de Agosto a interrupção da greve que durava desde  o dia 10 de Julho do ano em curso. Os médicos referiram na altura haver já  “uma luz ao fundo do túnel” tendo em vista conversações com o Governo.
Exit mobile version