Alfredo Magumisse formaliza candidatura para a presidência da Renamo

DESTAQUE POLÍTICA

É oficial. Alfredo Magumisse é mais um candidato à presidência da Renamo. Para o efeito, Magumisse, porta – voz da Comissão Política da perdiz, submeteu, nesta terça – feira, 07 de Maio, a sua candidatura para liderança do maior partido da oposição em Moçambique e promete em caso de ser eleito melhorar o desempenho da Renamo nos pleitos eleitorais que se avizinham.

Alfredo Magumisse, que foi cabeça – de –lista da Renamo nas eleições provinciais ao nivele da província de Manica, justificou à margem da submissão da sua candidatura, que a mesma surge em resposta ao apelo do povo moçambicano.

“A sociedade moçambicana tem sido exigente nos últimos dias, quer a juventude, quer intelectuais, quer eclarercidos para governar, não só os partidos políticos, mas também o estado moçambicano. Pessoalmente tenho vindo a receber pressão de alguns quadros do partido e da sociedade em geral a aceitar estre desfaio. Depois de muita reflexão, depois muito aconselhamento, diga-se, depois de muita oração a Deus decidi aceitar este desafio de concorrer ao cargo de presidente do partido Renamo”, declarou.

Em caso de merecer a confiança dos membros para liderar a perdiz, Magumisse que alcançar a vitória nas eleições gerais que terão lugar em Outubro próximo e resgatar a coesão interna.

“Primeiro porque sou membro, pretendo contribuir naquela posição para melhorar o desempenho político do partido Renamo e, por via disso, alcançar a vitória tanto nas eleições provinciais, governadores, assembleia da República e do presidente da República. Quem vai ditar quem é melhor são os congressistas. É preciso incrementar a dinâmica sobretudo trazer a coesão interna. Trazer o equilíbrio injetar uma nova energia, uma nova forca e uma nova visão que responde os actuais anseios da sociedade e, felizmente, a recente conjuntura nacional”, declarou.

O porta – voz da Comissão Política da Renamo referiu, por outro lado, que Ossufo Momade denota fragilidade devido as críticas que tem sido alvo, daí que considera que é importante trazer o equilíbrio e coesão

“Como sabeis o presidente em exercício tem sido severamente desgastado acusado de não construir a coesão interna, lembram-se da questão do surgimento do Nhongo, a questão do isolamento do general Mackenzie, uma das figuras importantes no processo da luta pela democracia, e isso mostra uma fragilidade do lado do presidente Ossufo, daí que um TPC bem feito essa nossa candidatura tem de trazer o equilíbrio e a coesão, sobretudo, mostrar uma verdadeira transição, não só do presidente Dhlakama para Ossufo mas também geracional”, rematou Magumisse.

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *