Miquidade: “Vamos continuar com o trabalho de purificar as fileiras”

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

Nos últimos meses tem sido recorrente o envolvimento de agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) e do Serviço de Investigação Criminal (SERNIC), no crime organizado em Moçambique. Para travar está pratica que semeia uma onda de intranquilidade no país, o Ministro do Interior, Amade Miquidade, disse que está em curso um trabalho para purificar as fileiras.

Recentemente, o Ministério do Interior expulsou 11 agentes do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) devido ao seu envolvimento no crime organizado. De acordo com Amade Miquidade, está em curso um trabalho para identificação e responsabilização de agentes corruptos.

Por outro lado, o ministro do Interior avançou que, para acabar com as práticas que não abonam o bom nome da Policia da Republica de Moçambique, estão a ser levados trabalhos para purificar as fileiras.

“Nós vamos continuar com o trabalho de purificar e identificar aqueles que, estando no nosso seio, estão ligados a actividades ilícitas criminalmente identificadas”, disse Miquidade no acto da tomada de posse de António Bachir para as funções de Comandante Provincial da PRM, em Nampula.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *