Tropas ruandesas abateram 14 insurgentes em Cabo Delgado

DESTAQUE POLÍTICA SOCIEDADE

As tropas ruandesas foram as primeiras a chegar a Moçambique para ajudar as Forças de Defesa e Segurança a restabelecer a ordem e tranquilidade na província de Cabo Delgado. Volvidos 20 dias após juntar-se as FDS no teatro das operações, o contingente ruandês fez o primeiro balanço.

De acordo com o porta-voz militar em Kigali, Ronald Rwivanga, 14 insurgentes foram mortos em combates ocorridos entre 24 e 28 de Julho.

Se por um lado, as tropas ruandesas, que segundo o Presidente da República, têm larga experiência na luta contra o terrorismo, anunciaram que abateram mais de uma dezena de militares dos grupos armados.  Por outro, tornaram público que um soldado ruandês sofreu ferimentos leves nos os combates ocorreram entre 24 e 28 de Julho nas regiões de Mbau e Awase.

“Montamos uma emboscada entre Mbau e Awase onde matámos dois insurrectos. E o resto dos combates teve lugar em Awase. Até agora, matámos 14 insurgentes no total”, disse Rwivanga citado pela Agencia Reuters.

Refira-se que, de acordo com a ACLED, os ataques, reivindicados pelo Estado Islâmico, que desde Outubro de 2017 semeiam luto e dor na província de Cabo Delgado já provocaram mais de 800 mil deslocado e perto de 2800 mortes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *